top of page

Cálculo das férias

As férias representam um período de descanso para o trabalhador, com garantia de remuneração, e uma obrigação para a empresa.



As férias são um direito garantido aos trabalhadores celetistas após um período de trabalho contínuo. Elas representam um período de descanso para o trabalhador, com garantia de remuneração, e uma obrigação para a empresa. Para calcular as férias de um trabalhador celetista, é importante considerar diversas variáveis, como o período aquisitivo, o salário e as possíveis horas extras trabalhadas.


O período aquisitivo é o tempo de trabalho ininterrupto que o trabalhador precisa cumprir para ter direito às férias. Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o período aquisitivo é de 12 meses de trabalho, contados a partir da data de admissão. Uma vez cumprido o período aquisitivo, o trabalhador tem direito a 30 dias de férias remuneradas.


O cálculo para a remuneração das férias é feito com base no salário do trabalhador. Caso tenha havido aumento no salário durante o período aquisitivo, é importante calcular a média dos salários com base nos últimos 12 meses trabalhados e não apenas no ultimo salário que o trabalhador recebeu. Além do salário, caso o trabalhador tenha recebido horas extras ou adicionais, estes valores também deverão ser computados no cálculo.


Para fins de cálculo é necessário entender alguns conceitos. O valor das férias deverá incluir:


-1/3 do salário (o terço constitucional): Esse terço do salário é adicionado ao valor total das férias do trabalhador, garantindo um adicional de um terço do salário para o período de descanso;


-INSS: O valor do INSS é retido pela empresa e descontado do pagamento das férias. A alíquota de desconto para o INSS é de 8%, 9% ou 11%, conforme a faixa salarial em que o trabalhador se enquadra.


-Imposto de Renda (IR): O imposto de renda deverá ser calculado e descontado do valor total das férias. Tal cálculo depende do salário e de outras variáveis que podem levar a isenção de IR ou ao pagamento de uma alíquota progressiva. Em geral, quanto maior o salário do trabalhador, maior será o desconto do imposto de renda.


Para calcular o valor das férias do trabalhador, é necessário, portanto, efetuar os seguintes cálculos:


1. Salário médio

Calcule o salário médio dos últimos 12 meses, adicionando todas as remunerações recebidas pelo trabalhador durante esse período e dividindo pelo número de meses que foram levados em consideração. Esse será o valor base para a remuneração das férias.


Exemplo: se nos últimos 12 meses o trabalhador recebeu salários de R$ 1.500,00, R$ 1.700,00, R$ 1.800,00, R$ 2.000,00 e R$ 2.200,00, o salário médio será de (1.500 + 1.700 + 1.800 + 2.000 + 2.200) / 5 = R$ 1.840,00.


2. Adicional de 1/3

Adicione 1/3 ao valor do salário médio, para calcular o valor total das férias que o trabalhador irá receber durante o período de descanso.


Exemplo: adicione 1/3 ao valor do salário médio calculado anteriormente: 1.840 x 1,33 = R$ 2.447,20.


3. Descontos

Calcule os descontos do INSS e do Imposto de Renda.


Exemplo: Vamos supor que o trabalhador se enquadre na faixa de desconto de 11% do INSS e na tabela progressiva de 15% de Imposto de Renda. Portanto, o valor descontado de INSS será de R$ 269,20 e o de Imposto de Renda será de R$ 73,08. Restando o valor líquido de R$ 2.105,92 a ser pago ao trabalhador.


Vale lembrar que, caso o trabalhador não tenha cumprido o período de 12 meses de trabalho contínuo, o valor a ser recebido pelas férias será proporcional aos meses trabalhados. Além disso, é importante lembrar que as férias devem ser pagas com antecedência de, no mínimo, 2 dias antes de seu início. Caso o trabalhador tenha interesse em vender as férias – prática permitida pela legislação – o valor deverá ser acrescido de um adicional de 1/3, além de estar sujeito à autorização do empregador.


Férias Cálculo

Em resumo, o cálculo das férias para trabalhadores celetistas é relativamente simples e tem como base o salário médio dos últimos 12 meses trabalhados. Além do salário, deve-se considerar o adicional de um terço, bem como os descontos do INSS e do Imposto de Renda. A adoção de um sistema automatizado poderá facilitar, agilizar e garantir o correto cálculo das férias em empresas com grande número de colaboradores.


コメント


bottom of page