top of page
Sem papel, sustentável e consultiva 2  (1).gif

Canal contra telemarketing abusivo registra 26 mil atendimentos em 100 dias de funcionamento

Criado pela Secretaria Nacional do Consumidor, o canal pretende atender queixas das pessoas que não autorizaram empresas a entrarem em contato.


Foto: Yan Krukov/Pexels

O recente formulário lançado para denúncias de telemarketing abusivo, criado pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, recebeu 26.674 mil atendimentos de pessoas incomodadas com essa situação em apenas 100 dias de funcionamento.


A plataforma visa atender queixas das pessoas que não autorizaram empresas a ligar para suas casas, oferecendo produtos ou serviços.


Do total das denunciantes, 92% afirmaram não ter relação com as empresas, ou seja, não contrataram nenhum serviço. Além disso, 99% declararam não haver concedido permissão para a empresa oferecer produtos e serviços via telefone.


Segundo a Senacon, o canal é de amplitude nacional, mas Minas Gerais é o estado que apresenta maior número de denúncias: 8.800. Em seguida, aparecem São Paulo e Rio de Janeiro, com 6,3 mil e 1,1 mil, respectivamente.


Quando avaliado os segmentos das denúncias, os bancos, operadoras de celular e TV por assinatura lideram as denúncias.


Como denunciar


Para denunciar, o consumidor deve preencher o formulário eletrônico disponível no link denuncia-telemarketing.mj.gov.br com a data e o número de origem da chamada com DDD (se houver), o nome do telemarketing ou qual empresa ele representa e se foi dada a permissão para oferta de produtos e serviços.


As denúncias serão investigadas pela Senacon e encaminhadas aos Procons para análise e eventual abertura de processo administrativo pela prática abusiva.


Toda semana, a Secretaria Nacional do Consumidor atualiza o ranking com as empresas mais denunciadas no formulário e expõe em seu site oficial.


Fonte: Portal Contábeis com informações Senacon



Sem papel, sustentável e consultiva 2  (1).gif
bottom of page