Sem papel, sustentável e consultiva 2  (1).gif

Conheça o intraempreendedorismo e saiba identificar o perfil na sua empresa

Reconhecer colaboradores com comportamento de intraempreendedorismo pode ajudar a direcioná-lo assertivamente para aproveitar ao máximo os insights.


Pexels

O intraempreendedorismo é um termo que ainda não caiu na popularidade dos brasileiros, como o empreendedorismo. Há muitas dúvidas sobre o que ele pode significar na prática, se é uma ação ou uma situação do cidadão que está em busca de abrir um negócio, entre outros pontos.


Na verdade, o intraempreendedorismo é um comportamento. Podemos dizer que é o ato de ter um agir como empreendedor dentro de uma empresa ou organização que não necessariamente seja sua.


“São iniciativas dentro de corporações em que pessoas passam a desenvolver negócios dentro de outros grandes negócios”, explica o professor e coordenador do Centro de Empreendedorismo da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP), Edson Barbero.


É um processo que ocorre dentro das empresas e contribui para a formação de novos líderes, segundo o gerente de relacionamento com o cliente do Sebrae, Enio Pinto.


“Você não é o proprietário daquele negócio, você é o colaborador, mas tem uma atitude empreendedora. Neste tipo de ambiente de negócios, os funcionários são incentivados a desenvolver uma postura inovadora e ousada”, explica Enio.


As empresas que adotam essa prática buscam ampliar as competências de seus profissionais levando em conta características que vão muito além do diploma acadêmico e das experiências técnicas.


Essas empresas trabalham para que suas equipes tragam soluções criativas para os seus problemas e sejam proativas.


“O desenvolvimento do intraempreendedorismo exige o comprometimento da diretoria, dos gerentes e de todos os colaboradores da empresa. É preciso entender o ambiente, ser visionário e flexível. Também é essencial criar opções administrativas, estimular o trabalho em equipe, incentivar a discussão aberta e construir um grupo de defensores do negócio", diz Enio.


O professor Edson explica que o intraempreendedorismo também pode acontecer dentro de programas de startups, quando empresas apoiam ideias de negócios de seus funcionários.


“Empresas que incentivam o intraempreendedorismo procuram dar a seus colaboradores a chance de desenvolver um potencial criativo. São organizações que querem superar as culturas mais tradicionais, visando modificar seu modelo de negócios, produtos e serviços”, afirma.


Fonte: Portal Contábeis com informações do g1

Sem papel, sustentável e consultiva.gif