Sem papel, sustentável e consultiva 2  (1).gif

Educação fiscal: escolas públicas do DF ganharão aplicativo para promover conhecimento sobre o tema

Até final do ano, o projeto piloto será aplicado em 80 escolas públicas para professores e alunos.


Educação fiscal: escolas públicas do DF ganharão aplicativo para promover conhecimento sobre o tema
Foto de Julia M Cameron no Pexels

O governo do Distrito Federal criou uma aplicativo lúdico-pedagógico, em formato de jogo, para disponibilizar nas escolas da rede pública para promover a educação fiscal a professores e alunos.


O EnCena conta com “assuntos diversos e interligados necessários à formação para a cidadania”, como Estado; tributos; orçamento, finanças e gestão pública; ética; e controle social.


De acordo com o governo, a ideia é usar tecnologia e produção audiovisual de forma estratégica para a transposição didática dos conteúdos relativos ao tema educação fiscal. Em um primeiro momento, será executado, até o final do ano, um piloto a estudantes e professores do ensino fundamental e médio de 80 escolas da rede pública.


A expectativa é que o aplicativo ganhe escala e alcance outras escolas nos próximos anos letivos. Escolas interessadas podem se inscrever no projeto pela internet,


Aplicativo

O governo explica que o aplicativo “dialoga com diversos objetos dos respectivos componentes curriculares e áreas de conhecimento”,apontando-o como “resultado da expertise construída ao longo do trabalho desenvolvido com o tema complexo de educação fiscal”.


O projeto foi conduzido no âmbito do Programa de Educação Fiscal do Distrito Federal, que foi criado em 1998 com a finalidade de disseminar conhecimentos, de forma a contribuir para a formação da cidadania.


Ele tem por base dois eixos estruturantes: a função social do tributo, e o controle social, de forma a harmonizar a relação Estado-cidadão, “que até então tem sido assimétrica, onde o Estado se sobrepõe ao Cidadão”, justifica, em nota, o governo do DF.



Sem papel, sustentável e consultiva 2  (1).gif