Sem papel, sustentável e consultiva 2  (1).gif

INSS: valores pagos devem ser reajustados para 2022; Confira possível novo piso e teto do Instituto

A estimativa da inflação para o próximo ano impacta diretamente no reajuste anual do piso e teto do INSS.



Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

A Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia divulgou que para 2022, a estimativa da inflação é de 10,4% seguindo os dados do o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).


Esse reajuste influencia diretamente na revisão anual do piso e teto dos pagamentos do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) aos seus contemplados, que desde 2019 segue somente o índice para que a população não tenha perda do poder de compra.


A proposta é que com o reajuste pelo menos a capacidade de compra seja mantida, não havendo ganho e nem perda. O INPC é o índice usado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para calcular a inflação oficial do país.


Anteriormente a revisão do INSS considerava também a variação do Produto Interno Bruto (PIB) do determinado ano, mas como em anos passados houve a retração do mesmo e a perda do poder de compra foi notada, passaram a considerar somente a inflação.


Possíveis novos valores do INSS em 2022


Embora ainda não tenha sido divulgado e confirmado pelo instituto, considerando a inflação para próximo ano, economistas esperam que o reajuste do teto do INSS seja de R$ 6.433,57 para R$ 7.079,50.


Já o valor do salário pago aos contribuintes contemplados deve ser reajustado da seguinte forma:




Fonte: Portal Contábeis

Sem papel, sustentável e consultiva 2  (1).gif