Sem papel, sustentável e consultiva 2  (1).gif

Open banking: quarta e última fase começa a valer nesta quarta-feira (15)

Segundo o Banco Central, nesta nova etapa, será permitido o compartilhamento de informações sobre produtos de investimentos, previdência, seguros e câmbio.



Pexels

O open banking está se aproximando da sua quarta e última fase de implementação. A previsão é que a última etapa do sistema de compartilhamento de dados financeiros entre em operação nesta quarta-feira (15).


Na nova etapa, será permitido o compartilhamento de informações sobre investimentos, serviços relacionados a câmbio, credenciamento, seguros e previdência.


As instituições credenciadas deverão tornar públicas informações sobre produtos do mercado financeiro como CDB, RDB, LCI, LCA, cotas de fundos de investimento, títulos públicos, entre outros.


Em 31 maio de 2022, com autorização prévia, o cliente poderá compartilhar os dados transacionais dos produtos que integram a quarta fase.


Com o compartilhamento de informações sobre seguros e previdência, a quarta fase também dá o pontapé inicial para o chamado open finance – união de compartilhamento de dados bancários, o open banking, e de seguros, o open insurance.


"Em meados de dezembro, a gente conclui a quarta fase [do open banking], que será o primeiro movimento de implementação de open finance", afirmou o diretor de Normas e Regulação do Banco Central, Otávio Damaso, em webinário promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em novembro.


Na avaliação de analistas, o open finance deve promover uma inclusão financeira e esquentar o mercado de seguros no país.


Fonte: Portal Contábeis com informações do g1



Sem papel, sustentável e consultiva.gif