top of page

Pix: função de crédito vai ser lançada ainda este ano, diz Haddad

Ministro da Fazenda deu a declaração em reunião com empresários na Fiesp.


Foto: Andrea Piacquadio/Pexels

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta segunda-feira que o Pix com função de crédito deverá ser lançado pelo Banco Central (BC) em 2023.

“Quem sabe até o meio do ano”, supôs Haddad.

A declaração do ministro foi dada a uma plateia de empresários na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em São Paulo, e ocorreu após reunião de Haddad com o presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto.

“Em meados do ano, o Pix vai ser usado para créditos, isso está na agenda do BC e vai ser lançado quem sabe até o meio do ano”, disse o ministro.

Ao comentar a reunião com Campos Neto, que durou cerca de uma hora e meia, Haddad afirmou que foi solicitado pelo presidente do BC a destravar pautas que, segundo ele, estavam paradas por razões burocráticas no Executivo durante a gestão de Jair Bolsonaro.

“Recebi uma notícia dele hoje que várias iniciativas ficaram pelo caminho por questões formais. Às vezes um técnico deu um parecer desfavorável na forma. (...) Ele estava cobrando diligência. Me comprometi com ele que em 15 dias vamos ter todas essas medidas na mão e encaminharemos ao Congresso depois de uma avaliação interna do Ministério da Fazenda.”

O ministro disse que são medidas que vão melhorar o ambiente de negócios do Brasil, sem detalhar de quais iniciativas fazia referência.

O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Gabriel Galípolo, ficou encarregado de levantar “tudo o que ficou engavetado” para que, até o mês de março, tudo seja encaminhado à Casa Civil e ao Congresso.

"Vamos abraçar a agenda de crédito. Houve avanços que precisam ser mencionados no sentido de aumentar a concorrência bancária, isso tem surtido efeito", afirmou Haddad, sem detalhar de que medidas fazia referência.

Fonte: Portal Contábeis com informações da Exame

Comments


bottom of page