top of page

Pix automático deve substituir débito em conta em pagamentos recorrentes

O objetivo da iniciativa é ampliar o acesso da população aos serviços bancários, tornando o Pix ainda mais acessível e conveniente.



A mais recente inovação que deve impulsionar ainda mais a adoção do Pix é a introdução do Pix Automático, conforme anunciado no relatório de gestão do Pix divulgado no início de setembro pelo Banco Central (BC). Embora ainda esteja em processo de consulta pública, a implementação do Pix Automático está em estágios avançados, graças ao Grupo de Trabalho de Negócios do Pix, que trabalha nas questões operacionais relacionadas a esse novo recurso.


O objetivo do Banco Central com essa iniciativa é ampliar o acesso da população aos serviços bancários, tornando o Pix ainda mais acessível e conveniente. A expectativa é que essa nova funcionalidade do Pix permitirá aos consumidores programar pagamentos automáticos de contas recorrentes, substituindo o tradicional débito automático em conta. Por exemplo, os usuários poderão pré-agendar o pagamento de faturas de cartão de crédito e assinaturas de serviços mensais.


Além disso, o Banco Central tem planos para uma modalidade off-line do Pix, que possibilitará pagamentos em locais como pedágios e transporte público, superando as limitações de acesso à internet em algumas regiões do país.


O Banco Central revelou em seu mais recente levantamento que o Pix continua a ganhar destaque na rotina dos brasileiros. No ano de 2022, foram realizadas 2,9 bilhões de transações Pix, marcando um crescimento notável de 107% em relação ao ano anterior, quando o volume de transações alcançou 1,4 bilhão.


O Pix está em constante evolução, trazendo novas funcionalidades que prometem facilitar ainda mais a vida dos brasileiros em suas transações financeiras. A tendência é que o Pix continue a crescer e a substituir outros métodos de pagamento, como os cartões de débito, em uma ampla gama de cenários.


Ainda há outras melhorias em estudo pelo Banco Central, como a possibilidade de compras parceladas via Pix, que promete oferecer taxas mais baixas em comparação com os cartões de crédito, tornando-o uma escolha mais atraente para os consumidores.


Comments


bottom of page